Dra. Gabriella Albuquerque ensina a cuidar da pele durante a gravidez

26/04/2017
Dra. Gabriella Albuquerque ensina a cuidar da pele durante a gravidez

É bem verdade que a gravidez proporciona benefícios à beleza das mulheres, como pele viçosa, diminuição da queda de cabelo e aumento no comprimento dos fios. Mas, apesar disso, a futura mamãe não pode deixar de cuidar do corpo e do rosto durante a gestação para não sofrer com percalços comuns durante o período, como acnes, manchas e estrias.

- O aumento da produção de hormônios é o responsável pelas mudanças no corpo da mulher durante a gravidez. A distensão sofrida pela pele, principalmente nas mamas, abdômen e quadril, também é uma das causa para o aparecimento de problema na pele – explica a dermatologista da Sociedade de Dermatologia do Rio de Janeiro (SBDRJ), Gabriella Albuquerque.

O uso de filtro solar é primordial na hora de cuidar da pele durante a gestação. Além de prevenir contra o câncer de pele, o protetor minimiza o risco de aparecimento de manchas e alterações na cor da pele. Proteções físicas, como óculos e chapéus, são igualmente recomendadas. Estima-se que de 50% a 70% das mulheres grávidas apresentam manchas pelo corpo. “O aumento de progesterona no organismo, potencializa a produção de pigmentos na pele, o que é agravado com grande exposição ao sol”, diz a dermatologista.

De acordo com a SBDRJ, a partir do terceiro trimestre de gravidez, 90% das gestantes sofrem com estrias. O aparecimento acontece por conta do estiramento da pele e da quebra de fibras elásticas provocada pelo ganho de peso. Para a prevenção, a dermatologista indica o uso de hidratante à base de óleo de rosa mosqueta de baixa concentração, pelo menos duas vezes ao dia. Para coibir acne, comum pelo aumento da produção das glândulas sebáceas, a recomendação é lavar o rosto três vezes ao dia com sabonete neutro e uso de filtro solar e cosméticos não-oleosos.

Durante o período gestacional, a mulher apresenta muitas restrições quanto ao uso de cosméticos, o que torna cuidados estéticos mais complexos e delicados. Para evitar complicações, deve-se sempre buscar orientação junto a dermatologistas antes de qualquer procedimento.

- No passado, a mulher não podia nem pintar o cabelo, com o avanço das tecnologias alguns produtos foram liberados para uso. Embora, ainda existam poucos produtos aprovados para gestante. Para a renovação da pele, um procedimento estético que adoto é o laser véu da noiva, um peeling feito com laser fotona que causa renovação da pele sem prejudicar o feto – indica Gabriella Albuquerque.

Entre os cosméticos, estão liberados para o uso das gestantes: fotoprotetores, hidratantes corporais (sem uréia), maquiagem (com exceção dos batons ricos em chumbo), esmaltes (com exceção dos que têm ftalatos e etil metacrilato) e xampus. É fundamental que antes do uso, verifique na embalagem do produto se ele é próprio para uso na gravidez e tem registro na Anvisa. “O ácido glicólico também ajuda a esfoliar e renovar a pele e pode ser utilizado. Com relação à acne que surge neste período, o acido azelaico é uma opção útil”, acrescenta a dermatologia.

Voltar para Blog