Como cuidar da pele na menopausa

03/05/2017
Como cuidar da pele na menopausa

A chegada da menopausa pode não só causar mudanças de humor, insônia e ganho de peso, mas também alterar pele da mulher. A redução da produção dos hormônios estrogênio e progesterona torna a pele mais seca e observa-se uma acentuação das rugas e flacidez. Segundo estudos, a mulher sofre uma perda de 30% do colágeno nos 4 primeiros anos da menopausa e a sensação é de que o “corpo despenca”. A produção de testosterona aumenta e algumas mulheres podem sofrer com as alterações da gordura corporal e com o aparecimento de pelos faciais. A perda de ácido hialurônico e de outras proteínas na pele são responsáveis pelo ressecamento e perda do viço da juventude.

O alerta da dermatologista é lembrar que a melhor forma de evitar que estas alterações possam provocar um impacto na sua saúde mental e física é a PREVENÇÃO. Aquelas mulheres que se programam em iniciar cuidados com a pele aos 30 anos apresentam melhores resultados e aceitam melhor esta fase do que as mulheres que iniciam seus cuidados aos 50.

Não é necessário investir “fortunas” para se cuidar. Às vezes, cuidados simples e fáceis podem ser inseridos na rotina e ajudar a reduzir as agressões externas em nossa pele e aliviar as alterações do processo de envelhecimento. Algumas dicas básicas são muito válidas: passar protetor solar com FPS 30, no mínimo, diariamente, não fumar, beber bastante água e possuir uma alimentação saudável com muitas vitaminas, fibras e alimentos ricos em Ômega 3.

Existem aquelas ações que podem ser adotadas para quem já está vivenciando este processo:
1) A hidratação da pele é fundamental, pois evita o ressecamento cutâneo.
2) A utilização de dermoscosméticos com propriedades antioxidantes, que estimulem a produção de colágeno e tenham poder nutritivo, também é uma boa aposta.
3) Além disso, há tratamentos estéticos feitos no consultório dermatológico que vão melhorar o aspecto da pele, como o preenchimento com ácido hialurônico nas rugas estáticas (que estão na face mesmo em repouso), o uso de toxina botulínicas nas rugas dinâmicas (que surgem quando fazemos expressões no rosto) e a associação de laser de Erbium com Nd:YAG (Fotona), entre outros.

A visita ao dermatologista é essencial para a indicação do tratamento ideal e das orientações específicas para seu tipo de pele.

Voltar para Blog