Mantenha sua pele hidratada no inverno

14/06/2017
Mantenha sua pele hidratada no inverno

Durante o inverno a umidade do ar fica menor e as temperaturas mais baixas levam à diminuição da transpiração corporal. Esses fatores fazem com que a pele fique mais seca. A dermatologista Gabriella Albuquerque, da Sociedade de Dermatologia do Rio de Janeiro (SBDRJ) preparou uma lista de recomendações para a manutenção da hidratação da pele durante o inverno.

Nesta época, é comum tomar banhos mais quentes. Mas o que as pessoas devem saber é que essa prática provoca uma remoção da oleosidade natural de forma mais intensa, diminuindo o manto lipídico que retém a umidade da pele. “Mesmo nos dias mais frios, o ideal é que se evitem ao máximo os banhos quentes. O sabonete retira camadas protetoras da pele, e por isso, deve ser evitar o seu uso excessivo também. Outra dica é usar o hidratante logo após o banho, pois ajuda na penetração do creme”, explica a dermatologista.

Para evitar os sintomas de ressecamentos da pele, a especialista recomenda ainda que o hidratante utilizado seja prescrito por um dermatologista. O profissional da saúde está apto para orientar o creme mais indicado para cada tipo de pele. - Existem poucas evidências na literatura de que alguns alimentos possam realmente melhorar a hidratação da pele. Mas o uso de suplemento com base de peptídeos de colágeno pode aumentar a produção de ácido hialurônico no organismo, o que permite o aumento da hidratação na derme.

A dermatologista explica que o ácido hialurônico é uma substância naturalmente presente no organismo humano, uma molécula de açúcar que atrai a água e pode atuar como um lubrificante e absorver choques em partes móveis do corpo como as articulações. Do ácido hialurônico no nosso corpo, 56% dele está na pele, onde ele atua preenchendo o espaço entre as células, o que a mantém lisa, elástica e bem hidratada. Porém, com o tempo, sua concentração na pele diminui o que causa o aparecimento de rugas e também seu ressecamento. Para além da estética, a importância de se manter a pele hidratada está relacionada também a preocupação com a saúde. Isso porque a perda do manto lipídico da pele por conta do ressecamento permite que a pele esteja mais vulnerável a infecções fúngicas, bacterianas e virais ou alergia da pele. Por isso, doenças como Dermatite seborréica, Dermatite atópica, Psoríase e Ictiose vulgar são, comumente, relacionadas com o inverno.

Se a temperatura baixa exige maiores cuidados com a hidratação da pele, ela, por outro lado, torna o inverno uma boa época para realizar alguns tratamentos estéticos que requerem que o paciente evite a exposição ao sol. “O inverno é a melhor época para cuidar da pele. Indico para essa estação, peeling, tratamento a laser, Botox e preenchimento”, afirma.

Peeling – O peeling é um procedimento indicado para amenizar marcas e manchas na pele. Seu processo envolve a remoção de células mortas e prioriza suavizar as alterações decorrentes do envelhecimento da pele, contribuindo em seu aspecto saudável e a melhora da sua aparência. É um procedimento abrasivo que remove uma fina camada da pele. Esta camada se regenera e recebe um novo aspecto, devido às novas células que foram estimuladas a se reproduzir.

Toxina Botulínica – O famoso Botox para uso estético é indicado para suavizar as rugas e linhas de expressão do rosto. Entre as linhas tratadas estão as rugas da testa, a glabela (espaço entre as sobrancelhas) e os pés de galinha, rugas que se formam na região dos olhos. A principal motivação para este tratamento estético é o incômodo gerado pelas rugas ao paciente.

Preenchimento – O preenchimento é um procedimento realizado para repor volumes que se perdem e reparar imperfeições adquiridas ao longo da vida, como as cicatrizes. O principal objetivo dos preenchedores é repor o volume da face, melhorar seus contornos e formas.

Tratamento a laser – Procedimentos com laser podem ser adotados para o combate a rugas e queda de cabelo e remoção de manchas, vasos, acnes, olheiras, pelos, tatuagens e gorduras.

Voltar para Blog