Já protegeu seus lábios hoje?

30/08/2017
Já protegeu seus lábios hoje?

Exposição a agressores ambientais como sol e o frio pode envelhecer a pele dos lábios e até causar doenças. Saiba o que fazer para manter resguardada a beleza e saúde labial

Sabemos que uma boca marcante possui lábios bem exuberantes e tratados, mas para isso eles precisam de cuidados e muita proteção. Essa é uma área frágil, ​que ​requer muit​a atenção. No entanto, ela costuma ser deixada de lado e amplamente agredida. A maior parte das pessoas esquece que ela precisa de filtro solar, hidratação e outros cuidados, assim como todo o resto do corpo.

Além de ser através dos lábios que entramos em contato com a saliva, comidas e bebidas, também passamos maquiagens e produtos que nem sempre possuem estabilizantes e podem ser altamente alergênicos. Independente do tom de pele, a região dos lábios exige cuidados com exposição ao sol e ao frio. Entretanto, quanto mais clara for a pele, maior será a tendência a ter lábios mais delicados e sensíveis a esses dois agressores, principais responsáveis pelo envelhecimento precoce da região.

No caso das queimaduras causadas pelo sol, há uma alteração celular na pele que pode causar um dos cânceres mais comuns na região da face, o carcinoma espinocelular. Ele é o grande vilão das feridas cancerígenas que surgem nos lábios após à exposição recorrente ao sol. E sua remoção pode causar cicatriz inestética na face dos casos mais graves. Porém, lesões menores como queilite actínica, ​aquela ​alteração nos lábios causada pela exposição crônica aos raios solares ultravioleta, são mais facilmente encontradas. Estas, apesar de menos agressivas, também merecem atenção. Já o frio reduz a produção de lubrificação natural da região e por isso, os lábios tendem a ficar ressecados e descamativos.

Por prevenção, recomendo fazer uma hidratação constante e frequente, com formulações ricas em vitaminas e antioxidantes. Indico também o uso de hidratantes à base de aveia coloidal, vitamina E, pró-vitamina B5, glicerina, de manteigas de karité, de óleos como o de girassol, óleo de macadâmia, além de formulações que contenham zinco, cobre, manganês e magnésio, que auxiliam no processo de cicatrização.

Por fim, outra dica é evitar passar a língua na região dos lábios, o que provoca uma diminuição do pH, já que a saliva tem pH mais ácido e piora ainda mais o ressecamento. Há aquela sensação imediata que houve um umedecimento da região, mas logo depois, acontece a formação de pequenas fissuras, de ardência e vermelhidão local. Mas caso já haja ressecamento, nem pense em retirar as peles, ou faça esfoliações sem as devidas recomendações médicas. O correto é procurar um dermatologista para analisar as feridas e qual conduta terapêutica deve ser tomada.

Voltar para Blog