GUIA DO VIAJANTE NO BRASIL

03/01/2019

Guia do viajante no Brasil

Conheça o perfil de cada inseto e como evitar a sua picada

Está chegando o verão e, sem dúvida nenhuma, viajar é uma ótima ideia. Mas como nosso país é um local de clima quente e úmido, muitos mosquitos se proliferam nesta época do ano. São os seguintes mosquitos que contaminam moradores e viajantes:

Aedes Aegypti

Listrado de branco e preto e presente em todo o território nacional. Transmite dengue, Zika, chikungunya e febre amarela. É um mosquito muito resistente. Diferente dos outros mosquitos cujos hábitos são noturnos, seus hábitos são diurnos e devemos estar protegidos no começo da manhã e no final da tarde.

Aenopheles

É o transmissor da malária. Este mosquito está mais presente nas regiões Norte e Nordeste, além de Mato Grosso e Tocantins. Vive em locais próximos a água, como rios e lagoas. Como possuem hábitos noturnos, tomar cuidado no início do entardecer até o amanhecer.

Barbeiro

Este inseto possui um parasita chamado Trypanosoma cruzi que transmite a doença de Chagas. O parasita habita no intestino do barbeiro e á noite, quando o inseto sai para se alimentar, ele deixa suas fezes contaminadas na pele do indivíduo. Costumam habitar fendas de parede de locais rudimentares, como construções de pau-a-pique. Atualmente, uma das formas de transmissão da doença é pela alimentação, ou seja, ingestão de alimentos contaminados por fezes dos barbeiros. Por exemplo: caldos de cana.

Mosquito Palha ou Birigui

Estes são os nomes populares de mosquitos transmissores de Leishmaniose. Este mosquito fica em áreas úmidas, no meio de arbustos ou plantas e animais domésticos podem ser hospedeiros, assim como o homem.

Dicas de como evitar a picada dos insetos:

Telas de proteção, acortinados ou mosquiteiros

São eficazes e sem contraindicação. Uteis para bebês e crianças menores de 2 anos. Ideias contra mosquitos de hábitos noturnos.

Ligue o ar condicionado

Deixe a janela fechada e mantenha a temperatura o mais fria possível. Isto inibe os mosquitos.

Vestuário

Use roupas de mangas compridas ou calças com meias para cobrir braços pernas e pés. Roupas claras são as mais indicadas. Assim é fácil enxergar onde o mosquito está pousando.

Atenção ao uso de repelente

Seja generoso – aplique de forma generosa nas áreas descobertas

Seja homogêneo – não deixe áreas descobertas desprotegidas. A ação do repelente se limita a 4cm, além do local aplicado. Não esqueça bochechas, nariz e nuca, por exemplo.

Seja repetitivo – após banho, sudorese intensa ou prática de atividades físicas, lembre-se de reaplicar o produto.

Roupas preferidas – compridas, frouxas e claras são as mais indicadas.

Filtro solar – primeiro aplique o filtro e, após algum tempo, aplique o repelente.

Não use fragrâncias – além dos cheiros atraírem os mosquitos, eles podem causar alergias e isto também atrairá mais os mosquitos.

Seja seletivo na escolha do repelente – utilize produtos recomendados pelo seu dermatologista e evite contato com olhos, narinas e boca.

Não aplicar embaixo das roupas – a evaporação do produto é que promove a sua eficácia. A roupa impede que ele atue de forma eficaz.

Voltar para Blog