Melasma – Conheça, previna, trate!

04/02/2015
Melasma – Conheça, previna, trate!

O melasma é caracterizado por manchas escuras irregulares presentes geralmente na face de mulheres. Lembramos que outras regiões podem ser acometidas (como pescoço, colo e braços). Os homens também podem ter melasma e representam apenas 10% dos casos.



 Esta alteração na pigmentação da pele está relacionada a diversos fatores como predisposição genética, alterações hormonais (como gestação e uso de contraceptivos hormonais) e a exposição à radiação ultravioleta. Por este motivo, no verão, a preocupação com esta doença aumenta, sendo importante se proteger com o uso de filtros solares, óculos de sol, barracas e chapéus com proteção Ultra Violeta. Os filtros solares devem ser de alto FPS, com proteção contra aos raios ultravioleta A (mensurados pela sigla PPD) e, se possível, com proteção a faixa de luz visível (isto pode ser alcançado com o uso de produtos pigmentados, como bases ou BB cream).

Muitos são os desafios no tratamento do melasma, já que não existe cura para esta doença. O uso diário de cremes clareadores é um ótima opção para quem busca a diminuição da mancha ou deseja manter a melhora obtida, mas isto pouco adianta se não tivermos uma disciplina rígida na fotoproteção. Para aqueles pacientes que não podem deixar de frequentar praias ou piscinas no verão, avaliamos a necessidade do uso de medicamentos orais com ação fotoprotetora. 


No consultório dermatológico podemos oferecer outros tratamentos. Os peelings são produtos químicos aplicados na pele com o objetivo de eliminar as células mortas da superfície da pele e acelerar o clareamento. Eles devem ser feitos no inverno e aplicados por diversas sessões com intervalos mensais. Assim como os peelings, temos alguns tipos de laser que estão indicados no tratamento do melasma. Eles são os lasers de Q switched. Eles apresentam um pulso tão rápido que promove pouco aquecimento nas estruturas ao redor, promovendo menos chance de hiperpigmentação residual (que é um efeito comum após aquecimento da pele).



Nunca desanime em querer ter uma pele sem manchas. É indispensável a consulta com a dermatologista para a indicação do melhor tratamento e acompanhamento do seu caso, mas principalmente, no incentivo da sua melhora.

Obs: De acordo com a medicina tradicional chinesa, o melasma pode ser devido a um desequilíbrio funcional dos orgãos internos levando a uma degeneração da energia vital e estagnação da circulação sanguínea, que pode causar manchas.

Voltar para Blog
Whatsapp Clique para entrar em contato