Entenda o envelhecimento capilar

24/08/2016
Dra. Gabriella Albuquerque, dermatologista Rio de Janeiro, Botafogo, fala sobre envelhecimento capilar

Costumamos pensar no envelhecimento do corpo e da pele, mas nossos cabelos também envelhecem. Com os passar do tempo, especialmente após os 40 anos, os fios perdem densidade e diminuem a espessura, além de ficarem brancos – fenômeno conhecido como canície. Quando o embranquecimento dos fios ocorre em pessoas mais jovens é chamado de canície precoce.


Os cabelos perdem a cor devido a falta de formação de melanina, pigmento responsável pela coloração, decorrente do estresse oxidativo que ocorre quando envelhecemos. A oxidação é o processo de formação de radicais livres que podem acumular e agredir as estruturas do cabelo. Vale lembrar que os principais fatores que levam ao envelhecimento capilar são radiação solar, fumo, poluição, algumas medicações e procedimentos químicos capilares, além de deficiências nutricionais. Para as mulheres, um fator agravante é a perda do estrógeno durante a menopausa. A falta desse hormônio favorece o afinamento e embranquecimento do fio.


Para manter a saúde dos cabelos é aconselhável seguir uma alimentação balanceada, rica em vitaminais e sais minerais. Também é interessante tomar antioxidantes pela manhã. A prevenção inclui evitar o uso de secador e chapinha de maneira exagerada, bem como o uso de tinturas permanentes. Para prolongar a cor natural, mantendo o brilho e adiar o surgimento dos fios brancos, utilize produtos anti-idade (especialmente os que possuem antioxidantes).

Voltar para Blog
Whatsapp Clique para entrar em contato