PSORÍASE

29/10/2019

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), promove a Campanha Nacional de Conscientização da Psoríase, aberta oficialmente em outubro, desde de 2016, que visa combater o preconceito e melhorar a qualidade de vida das pessoas portadoras da doença, cerca de 3% da população mundial.

Para isso, a SBD elabora ações anuais de esclarecimento que apesar da psoríase ainda não ter cura, tem controle e tratamento para a melhora da qualidade de vida dos pacientes. O protocolo clínico da doença evoluiu muito nos últimos anos e vai além dos medicamentos tópicos, como cremes, loções e
shampoos. Dependendo do grau, que pode ser leve, moderada ou grave, existem outras formas de cuidar do paciente. A fototerapia, os medicamentos sistêmicos tradicionais e os injetáveis (biológicos) são indicados nos tipos de psoríase moderada a grave.

A psoríase se manifesta, predominantemente, por lesões arredondadas, avermelhadas e descamativas na pele, que geralmente aparecem nos joelhos, cotovelos, unhas, mãos, pés e couro cabeludo, podendo atingir todo o corpo.

Pacientes com psoríase têm mais chance de desenvolver artrite psoriática, diabetes, doença de Crohn, doenças cardiovasculares, obesidade e depressão. Por isso o tratamento deve ser multidisciplinar. O dermatologista deve sempre ser consultado, mas especialidades como reumatologia, psiquiatria e
cardiologia são de suma importância.

Para entender melhor como a psoríase se manifesta, bem como suas formas de tratamento, entre no site da campanha www.psoriasecampanha.com.br.

Voltar para Blog
Whatsapp Clique para entrar em contato