DIETAS PODEM CAUSAR DEFICIÊNCIAS PARA PELE, CABELO E UNHAS

01/11/2019

A cada ano surge um modismo diferente, e, de uns tempos para cá, as dietas vegetarianas têm aumentado consideravelmente. Elas podem ser ovolactovegetarianas, em que o consumo de ovos, leite e mel é permitido, ou veganas, na qual nenhum tipo de alimento de origem animal é permitido.

A associação dietética americana afirma que as dietas vegetarianas convenientemente balanceadas são saudáveis e podem ser benéficas para prevenir e tratar algumas doenças como Diabetes Melitus tipo II, certos tipos de cânceres, hipertensão, doenças cardiovasculares isquêmicas e a obesidade. Entretanto, este tipo de dieta pode ser deficiente em vitaminas com B12, D3, ácidos graxos insaturados, omega 3, ferro e zinco.

Se por um lado a maioria dos vegetarianos apresenta um menor índice de massa corporal por consumirem uma dieta menos calórica que os onívoros, por outro, alguns nutrientes podem estar deficientes e precisam ser repostos para que a pele não sofra as consequências. A lisina encontrada nas proteínas, por exemplo, é um aminoácido essencial para produção do colágeno corporal, de grande relevância no combate a flacidez cutânea.

Outro ponto a destacar é o excesso de fibras dietéticas encontradas nos alimentos de origem vegetal. Os fitatos, presentes nestas fibras, são importantes para prevenir obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares. Entretanto, o consumo excessivo pode levar a redução do aproveitamento de cálcio, ferro, cobre e zinco. Estes minerais, quando deficientes, podem favorecer a fragilidade ungueal (unhas) e queda dos cabelos.

Ainda conversando sobre a fragilidade ungueal e queda capilar, grande atenção deve ser dada a vitamina B12, que é sintetizada por microrganismos adquiridos durante o pasto consumido pelos animais.. A própria deficiência de vitamina B12 pode promover redução dos níveis de folato e estes dois déficits prejudicam a saúde dos nossos cabelos e unhas.

Portanto, segue um alerta aos veganos e vegetarianos: é muito importante um acompanhamento dermatológico da pele, dos cabelos e das unhas no início de uma dieta com restrição de carne. Lembrando que, à medida que estas dietas vão se prolongando na sua vida, estas deficiências podem exacerbar e, nestes casos, a suplementação destes nutrientes pode ser necessária.

Voltar para Blog
Whatsapp Clique para entrar em contato