CUIDADOS ESPECIAIS COM A PELE NEGRA

20/11/2019

As diferentes tonalidades de pele têm singularidades que exigem atenção especial. A pele negra é mais suscetível a manchas, acnes e pelos encravados. Aproveito o tema para derrubar o mito de que pele negra não precisa de filtro solar. É verdade que a incidência de câncer de pele é menor, devido à elevada quantidade de melanina. Mas, ainda assim, o uso do protetor é necessário para diminuir ainda mais o risco do câncer e, principalmente, evitar as manchas no rosto.

A face negra costuma ser oleosa. A dica é utilizar filtro FPS 30 que tenha toque seco, o que vai deixar a cútis sequinha e segurar o brilho da pele ao longo do dia.

Para controlar a oleosidade, o uso de sabonete facial é indispensável, tanto na higienização pela manhã quanto a noite, para que o produto retire o excesso das glândulas sebáceas (sebo) e desobstrua os poros. As glândulas sebáceas do rosto de uma pessoa negra costumam ser maiores e mais ativas. Essas estruturas liberam uma espécie de sebo que protege a pele. Só que, em demasia, pode favorecer infecções e, consequentemente, a acne. Uma boa limpeza garante menos oleosidade e, consequentemente, redução das acnes (espinhas) e, tão logo minimização das manchas pós-acne.

Enquanto a pele do rosto produz mais oleosidade, a do corpo resseca mais facilmente. Então, a dica é fazer uma esfoliação potente durante o banho nos pés, joelhos e cotovelos, áreas que costumam ser bem ressecadas, a fim de retirar as células mortas e impurezas. Depois, basta aplicar um hidratante corporal, manteiga de karité, na pele ainda úmida para que a absorção do produto seja perfeita.

A pele negra também não está livre da conhecida foliculite, que atinge principalmente os homens. A inflamação dos folículos pilosos é muito comum porque o fio é mais encaracolado, ou seja, ele enrola e não consegue romper a superfície da pele. Aqui estão algumas sugestões:

- Evite roupas apertadas, pois, o atrito pressiona os folículos, aumentando o risco dos pelos crescerem para dentro;

- Mantenha a pele sempre limpa e seca

- Evite lavagens antissépticas rotineiramente, porque elas deixam a pele mais seca e eliminam as bactérias protetoras.

Normalmente, a inflamação do pelo se cura sozinha, mas, casos mais graves e recorrentes merecem atenção e tratamento com um dermatologista, pois podem levar a perda permanente do pelo e cicatrizes.

Voltar para Blog
Whatsapp Clique para entrar em contato