DISMORFIA DIGITAL

09/06/2021
DISMORFIA DIGITAL

COMO EVITAR A AUTOIMAGEM NEGATIVA PROVOCADA PELAS VIDEOCHAMADAS

A pandemia da Covid-19 levou as pessoas a se comunicarem frequentemente por aplicativos de videoconferências e, com isso, a se verem demais pelas telas de computadores e smartphones. Esse excesso de auto exposição fez com que muitas desenvolvessem uma percepção equivocadamente negativa da própria imagem e procurassem, sem necessidade, por procedimentos estéticos, como a toxina botulínica.

O foco obsessivo em uma imperfeição imperceptível chama-se Dismorfia. Nestes tempos pandêmicos, ficou conhecido como Dismorfia Digital e pode ser evitado, segundo a Dra. Gabriella Albuquerque, credenciada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia. Confira as recomendações da médica para não desenvolver esse distúrbio.

“Afaste-se de tecnologias ultrapassadas que promovem distorções desastrosas de sua imagem.”

“Ajuste sua câmera a uma distância para que os sinais que lhe incomodam não fiquem tão perceptíveis.”

“Mantenha sua saúde mental em dia. Não passe horas a fio se olhando no espelho, ou analisando suas fotos tiradas pelo celular. Não compare sua imagem real à modificada pelos filtros.”

“Procure um psicoterapeuta se perceber uma preocupação obsessiva pela própria imagem.”

“Consulte-se com um dermatologista de confiança. A avaliação criteriosa de um profissional ético será fundamental para saber se é mesmo preciso fazer um procedimento estético. Caso seja, ele informará qual o tratamento de melhor custo-benefício para o seu rosto.”

Voltar para Blog
Whatsapp Clique para entrar em contato